16 de abr de 2008

DEVANEIOS - E assim tudo começou - TERCEIRO DIA




Só o avistei de longe. Estava encima de sua possante moto. Com a cabeça e o coração a ele direcionado, realizei um lindo passeio pelo centro da cidade, visitando pontos pitorescos e históricos. Afinal estava em férias. Não devo ficar em casa paralisada sem nada a fazer. A vida é curta. Devemos aproveitar cada momento como se fosse o último. Afinal no ano que passou tive um CA. Foi muito estressante ter que lidar com exames, médicos, remédios, cirurgias. Porém está tudo sobre controle atualmente. Necessito aproveitar o máximo no menor espaço de tempo possível.
Então me vem à mente um pequeno trecho de uma música “se for falar de tristeza, meu tempo não dá”. Mesmo me contradizendo devo demonstrar a todos a meu redor o quanto estou feliz - sorrisos e brincadeiras me são peculiares. Para o mundo é o que importa. Aparentar felicidade sempre, mesmo que por dentro sua alma esteja recolhida num cantinho esperando por momentos de solidão. É ter esperança que o amanhã será bem melhor. À tardinha veio me ver. Entreguei-lhe as luvas. Ficamos conversando um pouco. Depois foi embora me dando um beijo no rosto. Meus olhos já demonstram o amor que estou sentindo por ele. Tentarei disfarçar. (Sonmarry)
*****
*****

Nenhum comentário: